Imagem já mira em smart grid para crescer 20% este ano

Empresa é líder no segmento de georreferenciamento de ativos, que a Aneel exige das distribuidoras

A Imagem, empresa líder do mercado de geoinformação no país, começa a se mobilizar para atender a demanda do mercado de distribuição de energia em decorrência da instalação das redes inteligentes nos próximos anos. A empresa está bem colocada nessa empreitada porque saber a localização dos empreendimentos será priomordial para o bom funcionamento das funcionalidades trazidas pelo Smart Grid. As novas redes serão uma das principais fontes do crescimento projetado de 15% a 20% para empresa neste ano. Em 2010, a Imagem faturou R$ 74 milhões.

“Smart Grid manterá todo o setor elétrico ocupado pelos próximos 10 anos. 2011 será o primeiro ano de investimentos reais nas redes”, observou Fábio Paiano, diretor de tecnologia da Imagem, em entrevista à Agência CanalEnergia. O executivo lembra que a Agência Nacional de Energia Elétrica já exige o cadastro de geoposicionamento dos ativos das distribuidoras, além de estar avaliando a medição eletrônica de consumo.

A empresa é distribuidora oficial da plataforma GIS, da empresa europeia Esri, que é fundamental para as soluções de georreferenciamento. A Imagem já domina 45% do mercado de distribuição de energia, segundo Paiano. A empresa realizou este mês em São Paulo um evento com usuários da tecnologia para debate sobre troca de experiências e tendências. Desde janeiro, as distribuidoras são obrigadas a repassar os dados de georreferenciamento para a Aneel, seguindo instruções da resolução 396/2009.

Paiano explicou que apesar de o repasse das informações já ser obrigatório, mesmo antes, da resolução de 2009, a medida não vinha sendo cumprida pelas distribuidoras. A norma reforçou a compulsoriedade da medida. Mesmo assim, apenas 47 das 63 distribuidoras do país entregaram à Aneel os dados. “Muitas empresas não tinham esse banco de dado”, afirmou o executivo, acrescentando que a resolução exigiu um esforço de adaptação das empresas. “Mas algumas não conseguiram concluir essa adaptação”, completou.

Para facilitar a transferência dos dados para o sistema da Aneel, a Imagem criou um novo sistema para extrair os dados e exportá-los para a agência reguladora. Paiano explica que esses dados serão usados na revisão tarifária pela Aneel no cálculo da Base Regulatória de Referência. O novo sistema permite as empresas detectarem distorções no banco de dados e as corrigirem, evitando perdas no cálculo da base.

A Imagem vai disponibilizar as apresentações do II Encontro de Usuários Esri Brasil no website da empresa. A terceira edição do evento ocorrerá em abril de 2012.


Fonte:Canal Energia

Lezel ur respont

Fill in your details below or click an icon to log in:

Logo WordPress.com

Emaoc'h oc'h ober un evezhiadenn gant ho kont WordPress.com Log Out /  Kemmañ )

Google photo

Emaoc'h oc'h ober un evezhiadenn gant ho kont Google Log Out /  Kemmañ )

Skeudenn Twitter

Emaoc'h oc'h ober un evezhiadenn gant ho kont Twitter Log Out /  Kemmañ )

Luc'hskeudenn Facebook

Emaoc'h oc'h ober un evezhiadenn gant ho kont Facebook Log Out /  Kemmañ )

War gevreañ ouzh %s