Eólica: financiamento para parques no Sul

Da Agência Ambiente Energia – O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDES) aprovou financiamento de R$ 445,7 milhões para a construção de oito parques eólicos no Rio Grande do Sul. Com investimentos totais de R$ 725,2 milhões, as usinas somarão potência instalada de 150 MW. Três parques, com 30 MW, já estão gerando energia. Os outros cinco entrarão em operação entre julho de 2012 e setembro de 2013. Lenn pelloc’h

Advertisements

Crédito rural condicionado ao uso de energia solar

Da Agência Câmara – A Câmara analisa o Projeto de Lei 472/11, do deputado Inocêncio Oliveira (PR-PE), que condiciona a concessão de crédito rural na modalidade de investimento à instalação de sistemas de aquecimento ou de geração de energia elétrica por energia solar.

Pela proposta, a condição valerá para os créditos concedidos pelo Sistema Nacional de Crédito Rural nos casos em que as operações financiadas prevejam o uso de água aquecida ou de energia elétrica. O governo estará autorizado a elevar a subvenção prevista em 50% quando o crédito rural se destinar ao financiamento dos equipamentos de captação de energia solar. Lenn pelloc’h

Uma nova forma de armazenar o calor do Sol

Nanotubos de carbono são combinados com um composto chamado azobenzeno para criar um sistema que captura e armazena o calor do Sol.

Cientistas do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), anunciaram o desenvolvimento de uma tecnologia que usa nanotubos de carbono para armazenar a energia solar “indefinidamente”, de forma química.

Este é um objetivo longamente perseguido pelos cientistas, uma vez que a energia solar poderá ser captada e armazenada para uso quando o Sol não estiver brilhando.

O armazenamento em baterias não é viável em larga escala, devido aos elevados custos e à capacidade limitada das baterias atuais.

Lenn pelloc’h

Grafeno pode revolucionar condução

São Paulo- O grafeno, material que promete revolucionar a fabricação de dispositivos eletrônicos, pode ter ainda mais aplicações do que se pensava.

Segundo uma nova pesquisa, nele os elétrons se movem bem mais rápido do que no silício, substância base da computação moderna.

O estudo, publicado na Nature Physics, foi liderados por Andre Geim e Kostya Novoselov, a mesma dupla que, em 2004, descobriu o grafeno na Universidade de Manchester  e, em 2010, ganhou o Prêmio Nobel pelo material.

O grafeno é um material bidimensional constituído de uma camada única de átomos de carbono arranjados em forma hexagonal – como em uma colmeia. Ele possui diversas propriedades únicas, como grande condutividade elétrica e térmica e muita força mecânica. Lenn pelloc’h

Músculos artificiais criam motores elétricos macios e flexíveis

Os motores elétricos normalmente são construídos com materiais duros, rígidos e densos, como aço, cobre e alumínio.

se acumulam nos eletrodos produzem forças eletrostáticas que deformam os músculos artificiais, que formam as diversas seções das rodas.

Como há motores elétricos nos mais diversos lugares, de automóveis e aviões até brinquedos e escovas de dentes, os engenheiros começam a procurar soluções para a construção de motores mais leves e não tão rígidos.

O Dr. Iain Anderson, do Laboratório de Biomimética da Universidade de Auckland, na Austrália, acredita que há muitas vantagens na construção desses “motores macios”.

Lenn pelloc’h

Minas Gerais assina protocolo de intenções para implantação de duas PCHs e uma térmica a biomassa

O Instituto de Desenvolvimento Integrado (Indi), órgão vinculado à secretaria de estado de desenvolvimento econômico de Minas Gerais, assinou na última semana dois protocolos de intenções para implantar duas pequenas centrais hidrelétricas (PCHs) e uma usina a biomassa na região central do Estado.

O primeiro protocolo é com a Wanerg Energética, que construirá as PCHs Cacoeira do Miné e Dias, que somam R$135 milhões em investimentos e 23,3MW em potência. As obras devem ser concluídas até 2015. O outro acordo é com a Agropéu, que aportará R$103,4 milhões para instalar uma. Lenn pelloc’h