Prédio imita formas da natureza e fornece energia limpa

O escritório americano B+U projetou um edifício que imita as formas da natureza. Planejado para Lima, a capital do Peru, o prédio interativo deve mostrar como a arquitetura e a tecnologia podem colaborar com o meio ambiente.

O projeto é de um prédio residencial com 20 andares de altura que inova no design e na funcionalidade. Ele deixa de lado a homogeneidade e simetria e investe em formas soltas.
Lenn pelloc’h

Médicos criam técnica para operar nervos microscópicos usando robô

robo-cirurgia-nervos-bbcMicrocirurgias de nervo realizadas por robô já é uma realidade.  Há dois anos foi criada a Sociedade Ramses (sigla em inglês da Sociedade de Microcirurgia e Endoscopia) formada por  cirurgiões brasileiros, franceses e americanos a fim de estudar o assunto.

A técnica é nova e pode abrir as portas para a realização de cirurgias robóticas complexas em praticamente todos os nervos do corpo, até mesmo no cérebro. Outra possível utilização é para o reimplante de membros amputados.

A novidade, porém, teve sua ideia original na década de 1990. Os primeiros protótipos surgiram no exterior com o objetivo de operar, de forma remota, astronautas em missões no espaço ou militares no campo de batalha.

Lenn pelloc’h

Governo planeja financiamento para pesquisa em Smart Grid

Brasil – O governo federal lançará uma linha de financiamento para projetos de inovação tecnológica no setor elétrico. Chamado de Inova Energia, o programa será anunciado pela presidente Dilma Rousseff nas próximas semanas e terá ênfase em três áreas: redes inteligentes de energia (“smart grids”), fontes alternativas e veículos elétricos. Os recursos para o programa de quatro anos de duração ainda não estão totalmente definidos, segundo fontes ouvidas pelo Valor.

A iniciativa será feita nos moldes do Inova Petro, criado em agosto de 2012 para financiar projetos de pesquisa e desenvolvimento no setor de petróleo e gás. O Inova Petro conta com recursos de R$ 3 bilhões.

Lenn pelloc’h

Ações do PAC em Energia já chegam a R$ 108,1 bilhões.

IMG_7136

Créditos/foto: Francisco Stuckert

As ações da segunda fase do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2), no período 2011-2012,  já somam um montante de R$ 108,1 bilhões no Eixo Energia, investimento dedicado à melhoria e expansão nas áreas de geração e transmissão de energia elétrica, exploração de petróleo e gás natural, refino e petroquímica, fertilizante e gás natural, revitalização da indústria naval e combustíveis renováveis.

Os valores foram apresentados nesta sexta-feira, 22 de fevereiro, em cerimônia de balanço do PAC-2, coordenado pela Ministra do Planejamento, Miriam Belchior. Do encontro participou o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão.

Lenn pelloc’h

Apple registra patente de possível relógio inteligente com tela flexível

20130223-181931.jpg

Confirmando os mais recentes rumores, a Apple registrou nesta quinta-feira (21) a patente do seu “iWatch”. Com uma pulseira dobrável e uma tela de AMOLED, o aparelho poderá exibir informações transmitidas a partir de um dispositivo eletrônico portátil, como o iPhone. Lenn pelloc’h

Carro elétrico brasileiro usará bateria de sódio

Projeto temperado010170130222-carro-eletrico-bateria-sodio

O primeiro carro elétrico inteiramente desenvolvido no Brasil terá um diferencial em relação aos estrangeiros: uma bateria de sódio.

A bateria é totalmente reciclável e composta de matérias abundantes na natureza.

O projeto está sendo concebido pela Itaipu Binacional, com financiamento da Finep – Agência Brasileira da Inovação, vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI).

Lenn pelloc’h

Estudante cria gerador que transforma ´o ar´ em energia

O estudante alemão Dennis Siegel, da Universidade de Arte de Bremem, desenvolveu um gerador que transforma as ondas transmitidas no ar em energia. O processo acontece por qualquer aparelho elétrico, desde cabeamentos de energia e antenas, até celulares e roteadores.

Portanto, o dispositivo aproveita as radiações eletromagnéticas para produzir eletricidade. O gerador funciona em duas versões. Uma delas aproveita as radiações de frequências baixas (entre 50 e 60 Hz). A outra gera eletricidade por meio das altas frequências (ondas de rádio, telefonia, bluetooth e WiFi) que se propagam pelo ar. Lenn pelloc’h

Segundo cientistas, extrair metais do espaço é possível

Cientistas reunidos nessa quarta-feira na Austrália afirmaram que a atual tecnologia permite extrair minerais e metais no espaço, apesar  da rentabilidade das operações ser questionável.

Segundo cientistas e diretores de grupos de mineração reunidos no Fórum de Minas Fora da Terra, o primeiro do gênero, é interessante a possibilidade de obter metais  indispensáveis para a indústria de alta tecnologia na Lua ou em asteroides.

“Acredito que estamos no ponto em que as pessoas dizem  ‘ah, sim, acredito que isto é possível’  ”, declarou Andrew Dempster, do Centro Australiano para a Engenharia Espacial.

Dempster completou ainda que a parte mais importante da tecnologia está pronta, porém tem que ser rentável.

Lenn pelloc’h

Células solares superam biocombustíveis em km rodados

Sol em quilômetros rodados

O que faz mais sentido: cultivar plantas para produzir etanol para abastecer carros com motor a combustão, ou usar células solares para gerar eletricidade para recarregar baterias de carros elétricos?

“A fonte de energia para os biocombustíveis é o Sol, através da fotossíntese. A fonte de energia da energia solar também é o Sol,” explica Roland Geyer, da Universidade da Califórnia em Santa Bárbara, nos Estados Unidos.

Para descobrir a resposta, Geyer e seus colegas analisaram a eficiência relativa das diversas tecnologias para converter uma determinada quantidade de luz solar em quilômetros percorridos pelos carros.

Lenn pelloc’h