Poderemos encontrar 10 planetas habitados em uma década?

Equação de Drake atualizada: 10 planetas habitados nesta década

Planetas habitados: não é mais “se”, é “quantos”

Uma tradicional ferramenta usada na busca de vida extraterrestre acaba de receber uma renovação completa.

Apesar da lamentável perda do telescópio espacial Kepler, a “reinicialização” da ferramenta pode significar que poderemos encontrar sinais de vida em planetas extrassolares dentro de uma década.

E a ferramenta não é nenhum novo telescópio ou ferramenta de observação – é uma equação matemática. Lenn pelloc’h

Novo acelerador de partículas brasileiro custará R$ 650 mi

f_155779As obras  para a construção do novo acelerador de partículas brasileiro no LNLS (Laboratório Nacional de Luz Síncrotron) começarão nos  próximos meses  em Campinas, interior de São Paulo.

O equipamento de terceira geração  que foi batizado de Sirius está em fase de finalização e a estimativa é de que o valor total fique em torno de R$ 650 milhões. O Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação é o responsável pelo investimento e o governo de São Paulo contribuiu com a desapropriação de um terreno de 150 mil metros quadrados.

Sendo o principal projeto científico desenvolvido no País, o Sirius traz a expectativa de que, quando estiver finalizado, em 2016, se transforme em atrativo para renomados cientistas internacionais, o que contribuiria para a troca de conhecimento com os jovens brasileiros. Lenn pelloc’h

Maior hidrelétrica do mundo será construída na África

O projeto, conhecido como Grande Inga, usará a água em vários pontos do Rio Congo, sem precisar fazer represas.

O projeto, conhecido como Grande Inga, usará a água em vários pontos do Rio Congo, sem precisar fazer represas.

A maior hidrelétrica do mundo será construída no Rio Congo, o maior rio do mundo depois do Amazonas.

A hidrelétrica Inga, que será construída na República Democrática do Congo, terá uma capacidade de geração de eletricidade duas vezes maior do que a maior hidrelétrica do mundo atualmente, a usina de Três de Gargantas, na China.

Lenn pelloc’h

Trem de levitação magnética brasileiro começa a ser construído

Trem de levitação magnética brasileiro começa a ser construído

Levitação brasileira

Dentro de um ano, os frequentadores do campus da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) poderão usar o primeiro trem que levita da América Latina.

Já começaram as obras da construção da estação de embarque do Maglev-Cobra, o trem de levitação magnética da Coppe/UFRJ, que ligará inicialmente os dois centros de tecnologia do campus. Lenn pelloc’h

Japão apresenta casas ecológicas e econômicas

 Cápsulas de oxigênio, banheiras de microbolhas, geradores elétricos ecológicos e automação residencial serão as marcas das casas do futuro, segundo a feira “Smart House 2013” que começou nesta sexta-feira em Tóquio.

O evento, que durante três dias mostra propostas de cerca de 300 empresas relacionadas com o design, materiais e tecnologias para o lar, mostra além disso as últimas tendências em sistemas de gestão energética sustentáveis. Lenn pelloc’h

Tinta que conduz energia substitui circuito de fio elétrico

bare-conductive-paint-pintando-circuito-condutora-tinta-divUm grupo de estudantes criou uma tinta condutora de energia elétrica para um projeto de artes que se baseava em pesquisas na Wikipédia. Isso foi há quatro anos, quando eles ainda estavam na Royal College of Arts, do Reino Unido. Mas agora a invenção, batizada bare Paint, está fazendo um sucesso que os inventores não esperavam, segundo o Daily Mail.

Lenn pelloc’h

Olho artificial inspirado em insetos está pronto para uso

010110130523-olho-composto-curvace-2Olho artificial curvo

Segundo os cientistas, câmeras hemisféricas inspiradas nos olhos dos insetos podem permitir a construção de olhos artificiais superiores aos olhos humanos.

A última demonstração veio de uma equipe envolvendo institutos de pesquisa e universidades da França, Suíça e Alemanha. Lenn pelloc’h

Toyota inaugura estação de energia para veículos elétricos em cidade ecológica

3007A Toyota Ecoful Town – cidade ecológica da Toyota localizada na província de Aichi, Japão – instalou no início deste mês o Parque de Mobilidade Inteligente, que tem o objetivo de compartilhar energia para veículos elétricos, além de gerar e armazenar energia para reduzir a sobrecarga na rede elétrica.

Lenn pelloc’h

Bateria líquida pode ajudar energia solar e eólica

imagesAs baterias líquidas, ou baterias de fluxo, têm se mostrado bastante promissoras no ramo de energia limpa. Para contrabalançar as flutuações das energias eólica e solar,essas baterias auxiliam porque é relativamente simples e barato ampliar seus tanques, bombas e encanamentos.

Agora, uma bateria de fluxo que é ainda mais simples e mais barata foi desenvolvida pela equipe do Dr. Yi Cui, da Universidade de Stanford.

As baterias de fluxo atuais bombeiam dois líquidos diferentes através de uma câmara onde moléculas dissolvidas passam por reações químicas que armazenam ou liberam energia.

Essa câmara contém uma membrana que permite passar apenas os íons que não estão envolvidos nas reações, mantendo os íons ativos fisicamente separados.

A nova bateria utiliza moléculas de produtos relativamente  mais baratos em relação àqueles utilizados nas baterias tradicionais e, além disso,  dispensa a membrana.  Lenn pelloc’h

Hidrelétrica submersa guarda energia no fundo do mar

010115130520-hidreletrica-submersa

Uma hidrelétrica geralmente é formada por uma barragem para elevar o nível da água – quando desce, a água faz girar uma turbina, que aciona um gerador para produzir eletricidade.

Por isso, pode parecer um tanto estranha a ideia do pesquisador norueguês Rainer Schramm: ele quer construir uma hidrelétrica no fundo do mar.

“Imagine abrir uma escotilha em um submarino submerso. A água vai fluir para dentro do submarino com uma força enorme. É justamente esse potencial de energia que queremos utilizar,” explica Schramm.

Lenn pelloc’h