Garota de 15 anos cria lanterna alimentada pelo calor das mãos

Projeto foi desenvolvido para um concurso promovido pela Google para incentivar a inovação entre estudantes.

lanterna

Ann Makosinski tem 15 anos, estuda na St. Michaels University School e mora na cidade de Victoria, capital da província canadense de Colúmbia Britânica.

A jovem estudiosa ganhou a atenção de muitas pessoas em todo o mundo por criar uma lanterna que usa o calor da mão de quem a está segurando para gerar a energia necessária para acender as luzes de LED.

O projeto da garota foi criado para concorrer ao Google Science Fair, um concurso promovido pela gigante de Mountain View com o objetivo de incentivar e premiar as melhores inovações pensadas por estudantes de várias faixas etárias.

Lenn pelloc’h

Energia renovável será a segunda fonte de energia em 2016

thumb-170658-energia-solar-resizedAs energias renováveis vão superar o gás natural, tornando-se a segunda fonte de energia elétrica do mundo em 2016, atrás do carvão, estimou a Agência Internacional de Energia (AIE) em um relatório no qual o Brasil aparece como um dos países onde a concorrência impulsionou a energia verde. Lenn pelloc’h

Nanoeletrônica aposta em metais nos transistores

010110130627-transistor-ambipolarTransistores reconfiguráveis

Os circuitos integrados – ou chips, dos quais os processadores de computador são os representantes mais avançados e mais conhecidos – são feitos de componentes chamados transistores, que estão se tornando cada vez menores.

Tipicamente os transistores têm três “pernas”, ou eletrodos – um emissor, um coletor e uma base, sendo que a tensão aplicada a um deles controla a corrente elétrica que flui entre os outros dois. Lenn pelloc’h

Mini-acelerador de elétrons vai estudar a vida em detalhes

Mini-acelerador de elétrons vai estudar a vida em detalhes

Este é o interior da câmara de vácuo onde ocorre a aceleração dos elétrons. O laser vem da direita e a câmara de plasma está no centro.

Mini-síncrotron

Há alguns anos, cientistas se deram conta de que já era possível construir aceleradores de elétrons que cabem em cima de uma mesa.

Esses mini-síncrotrons começaram pequenos também em termos de energia, mas, em 2010, começaram a gerar raios com energias úteis na prática.

Os síncrotrons são aceleradores de elétrons, onde são gerados tipos especiais de luz – geralmente raios X moles e duros – cada uma útil para um tipo de aplicação – por exemplo, nanobiologia, farmacologia, energia, microeletrônica, alimentos, materiais e até paleontologia. Lenn pelloc’h

Aviões usarão motores elétricos enquanto estiverem no aeroporto

Aviões serão elétricos enquanto estiverem no aeroportoA partir do fato de que os aviões mais eficientes do mundo têm motores elétricos, os Airbus A320 receberão, inicialmente, esses motores  em seus trens de pouso.
Assim,  os grandes aviões usaram essa tecnologia  enquanto estiverem no chão, taxiando ou manobrando nos aeroportos.

Essa medida é válida ao se considerar que, atualmente, desde que sai do hangar, o avião aciona suas turbinas mesmo para se mover lentamente pelo pátio, o que inclui o tempo que eles ficam esperando que os passageiros embarquem e desembarquem.

Isso significa que o avião está  aumentando seus custos operacionais, emitindo poluentes no entorno das cidades, fazendo barulho, além de gastar o combustível que poderia aumentar sua autonomia. Lenn pelloc’h

Alunos recebem prêmios pelos trabalhos desenvolvidos no Projeto Eficiência Energética – 2012

 

This slideshow requires JavaScript.

Mais uma edição do Projeto Eficiência Energética nas Escolas foi concluída nesta primeira quinzena de junho. O Projeto é realizado pelos integrantes do PET-Elétrica da UFJF juntamente com o PET do CEFET de Leopoldina e com alunos de diversas escolas de Juiz de Fora – MG e região. O principal objetivo deste projeto é instigar os estudantes a pesquisarem e proporem soluções inovadoras para grandes problemas da atualidade dentro do tema de Eficiência Energética. Lenn pelloc’h