Pequena Central Hidrelétrica é inaugurada em Monte Negro, RO

Usina tem capacidade de gerar 17 megawatts e atender 35 mil habitantes. Unidade aproveita recursos hídricos do Rio Jamari, afluente do Rio Madeira.

PCH Santa Cruz tem três turbinas com potência de 17 megawatts

Foi inaugurada nesta quinta-feira (30), a Pequena Central Hidrelétrica (PCH) Santa Cruz construída no Rio Jamari, em Monte Negro (RO), município distante 250 quilômetros de Porto Velho. A unidade tem capacidade de gerar 17 megawatts de potência, através de três turbinas. A energia é suficiente para atender 35 mil habitantes, segundo os responsáveis pelo empreendimento. A PCH faz parte do Complexo Hidrelétrico Jamari que abrange mais duas unidades – a Jamari e a Canaã – que devem ser inauguradas ainda este ano. As obras fazem parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do governo federal.

A PCH Santa Cruz recebeu investimentos de cerca de R$ 100 milhões. Ela aproveita os recursos hídricos do rio Jamari, afluente do Rio Madeira. O prefeito de Monte Negro, Jair Miotto Junior, ressalta que o município tem problemas com quedas de energia, e que a instalação da PCH irá atrair investimentos para a localidade.

O procurador da presidência da Eletrobras Distribuição Rondônia, Efraim Cruz, garante que a PCH gera confiabilidade e melhor qualidade no fornecimento de energia. Segundo Efraim, a região será beneficiada, pois a partir do momento em que ela for levada para o Sistema Interligado Nacional (SIN) utilizará a rede local e isso deixará a energia mais consistente, reduzindo as constantes oscilações de energia. “Agora não dependemos só de energia que vem de fora. Agora temos matrizes geradoras de energia, que vai ser injetada na subestação de energia de Ariquemes, para distribuir para todo o estado de Rondônia”, enfatiza.

Complexo Hidrelétrico Jamari
A PCH Jamari, construída no Rio Jamari, deve ser inaugurada em agosto de 2014. Já a Canaã, que utiliza os recursos do Rio Canaã, em dezembro. Ambas ficam em Ariquemes (RO), a 200 quilômetros de Porto Velho. As obras das três unidades tiveram investimento de aproximadamente R$ 300 milhões, de acordo Valmor Alves, diretor-presidente da Electra Power, empresa responsável pelas três PCHs. Quando concluído, os três empreendimentos vão gerar energia suficiente para abastecer uma cidade de 100 mil habitantes.

Alves ressalta que a unidade é de baixo impacto ambiental e cerca de 250 operários trabalharam em cada unidade. “A PCH gera desenvolvimento regional, gera empregos, pois além das obras, empresas terão mais interesse na região, haja vista a confiança no fornecimento de energia”, finaliza.

Fonte: G1

logopet

Lezel ur respont

Fill in your details below or click an icon to log in:

Logo WordPress.com

Emaoc'h oc'h ober un evezhiadenn gant ho kont WordPress.com Log Out /  Kemmañ )

Google photo

Emaoc'h oc'h ober un evezhiadenn gant ho kont Google Log Out /  Kemmañ )

Skeudenn Twitter

Emaoc'h oc'h ober un evezhiadenn gant ho kont Twitter Log Out /  Kemmañ )

Luc'hskeudenn Facebook

Emaoc'h oc'h ober un evezhiadenn gant ho kont Facebook Log Out /  Kemmañ )

War gevreañ ouzh %s