Novo chip de memória cache pode reduzir o consumo de energia em 60%

novo-chip-da-toshiba-promete-reduzir-mais-da-metade-do-consumo-da-memoria-cache

 

 

 

 

 

Toshiba anunciou seu novo chip de memória cache destinado a computadores, tablets e smartphones, que pretende economizar bateria dos dispositivos graças a uma nova forma de guardar a memória temporária. Segundo a fabricante japonesa, o chip consegue alcançar eficiência a ponto de consumir até 60% menos energia da CPU que as atuais memórias cache L2.

O segredo está no princípio de funcionamento. O cache L2 utiliza gravação de informação volátil medida em valor de carga elétrica, cuja informação é perdida a cada vez que o computador é desligado. Já a tecnologia desenvolvida pela Toshiba guarda os dados de acordo com o spin dos elétrons, método muito mais eficiente e que não se perde quando a fonte de energia é desconectada.

Lenn pelloc’h

Cientista reclama de tempo curto para mostrar exoesqueleto em abertura; conheça o projeto.

Paraplégico chutou bola com ajuda de robô comandado pelo cérebro.Transmissão da Fifa mostrou experimento por poucos segundos.

 

 

 

 

 

 

 

 

O neurocientista Miguel Nicolelis reclamou do pouco tempo reservado ao “chute simbólico” com o exoesqueleto na transmissão da abertura da Copa do Mundo, nesta quinta-feira (12). O chute em uma bola de futebol foi dado por um paraplégico que usava o equipamento, um robô comandado pelo cérebro.

Na transmissão oficial, exibida por emissoras em todo o mundo, a cena durou sete segundos. Integrantes do projeto “Andar de Novo” apareceram com o voluntário paraplégico, que estava em pé e já vestia o exoesqueleto. Ele deu um passo com a perna direita e movimentou a bola, recolhida por um menino caracterizado de árbitro de futebol. O momento vinha sendo preparado há anos por Nicolelis e sua equipe.

Lenn pelloc’h

Justiça Federal suspende leilão de energia da Usina Santo Antônio

Usina Hidrelétrica Santo Antônio, no Rio Madeira

Usina Hidrelétrica Santo Antônio, no Rio Madeira

 

 

 

 

 

 

 

 

A Justiça Federal suspendeu o leilão de energia da Usina Hidrelétrica (UHE) Santo Antônio, construída no Rio Madeira, em Porto Velho. O pedido foi feito pelos Ministérios Público Federal (MPF-RO) e Estadual (MP-RO) que alegam que a UHE não pode vender um produto que ainda não tem autorização para gerar. O leilão estava marcado para ocorrer nesta sexta-feira (6).

A energia leiloada pela hidrelétrica seria proveniente de um excedente de 418 megawatts gerados com a elevação da cota do reservatório. No entanto, atualmente há duas liminares que impedem a autorização do aumento da área alagada.

Lenn pelloc’h

Solar: comissão do Senado aprova isenção de IPI para equipamentos e componentes

Projeto passou pela Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI) e agora segue para a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE)

painel

 

 

 

 

 

 

 

 

A geração de energia solar pode ser incentivada por um projeto aprovado nesta quarta-feira (04/06) na Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI). O PLS 317/2013, do senador Ataídes Oliveira (PROS-TO), isenta do Imposto sobre a Importação (IPI) os equipamentos e componentes de geração elétrica de fonte solar. A proposta segue para análise da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE).

O autor ressaltou o aumento da demanda por energia no Brasil, mas afirmou que as tecnologias de utilização de energia fotovoltaica ainda são pouco conhecidas e de raro uso. Segundo ele, as usinas hidrelétricas vêm perdendo espaço na matriz elétrica brasileira e a geração termoelétrica passou a ser um recurso mais acionado que o desejável. O resultado, ressaltou, é o aumento da emissão de gases de efeito estufa na atmosfera.

Lenn pelloc’h

Luz do Sol é usada para fabricar células solares

Pesquisadores descobriram uma maneira de usar o Sol não apenas como fonte de energia explorado por meio das células solares, mas também para produzir diretamente os materiais usados para fabricar as próprias células solares.

A nova técnica usa um sistema de fluxo contínuo para produzir as tintas que compõem as células solares poliméricas. [Imagem: Ki-Joong Kim]

 

A expectativa é que isso possa reduzir o custo da energia solar, viabilizando a fabricação de células mais baratas e tornando todo o processo sustentável, da fabricação dos painéis solares até a geração de energia propriamente dita.

Em lugar de um reator, onde as reações ocorrem em lotes e os produtos devem ser despejados para o início de um novo ciclo, a nova técnica usa um sistema de fluxo contínuo.

O calor do sol – energia termossolar – é usado para a produção de nanopartículas na forma de tintas, que são usadas para fabricar as células solares orgânicas, ou células solares de plástico, que são finas e flexíveis porque a tinta pode ser aplicada sobre folhas de plástico.

Lenn pelloc’h

Empréstimo de R$ 11,2 bilhões para pagar térmicas acaba em junho

luz

 

 

 

 

 

 

 

Previsão inicial do governo era que valor duraria até dezembro. Novo empréstimo pode ser tomado; conta será paga pelos consumidores.

 

Previsto inicialmente para durar até dezembro, o empréstimo bancário de R$ 11,2 bilhões contratado a pedido do governo para pagar o uso mais intenso das térmicas e a compra, pelas distribuidoras, de energia no mercado à vista, será totalmente utilizado até junho.

A informação foi confirmada ao G1 pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), entidade escolhida pelo governo para intermediar a operação financeira. A regra que permitiu o empréstimo prevê a possibilidade de tomar empréstimo de valores adicionais caso os R$ 11,2 bilhões não fossem suficientes. Entretanto, ainda não há definição se isso será feito.
Esse empréstimo será repassado às contas de luz a partir de 2015. Portanto, será pago pelos consumidores brasileiros.

Lenn pelloc’h

Casa feita em impressora 3D custa a metade de uma comum

 

Casa feita em impressora 3D pela Winsun: material usado para construir as paredes é reciclado de construções antigas

Casa feita em impressora 3D pela Winsun: material usado para construir as paredes é reciclado de construções antigas

Uma impressora 3D que imprime peças em plástico não é mais uma novidade. Hoje todos os holofotes estão apontados para as impressoras que conseguem imprimir comida, órgãos e… casas!

Parece que não há nada no mundo que não possa ser feito no modelo “camada por camada”.

Um projeto de casa impressa em 3D foi feito em Xangai, na China, pela Winsun. A construtora chinesa mostrou como uma impressora de 6,7 metros de altura — que custa 5 mil dólares — pode produzir paredes inteiras em poucos minutos. Lenn pelloc’h