Justiça Federal suspende leilão de energia da Usina Santo Antônio

Usina Hidrelétrica Santo Antônio, no Rio Madeira

Usina Hidrelétrica Santo Antônio, no Rio Madeira

 

 

 

 

 

 

 

 

A Justiça Federal suspendeu o leilão de energia da Usina Hidrelétrica (UHE) Santo Antônio, construída no Rio Madeira, em Porto Velho. O pedido foi feito pelos Ministérios Público Federal (MPF-RO) e Estadual (MP-RO) que alegam que a UHE não pode vender um produto que ainda não tem autorização para gerar. O leilão estava marcado para ocorrer nesta sexta-feira (6).

A energia leiloada pela hidrelétrica seria proveniente de um excedente de 418 megawatts gerados com a elevação da cota do reservatório. No entanto, atualmente há duas liminares que impedem a autorização do aumento da área alagada.

Lenn pelloc’h

Solar: comissão do Senado aprova isenção de IPI para equipamentos e componentes

Projeto passou pela Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI) e agora segue para a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE)

painel

 

 

 

 

 

 

 

 

A geração de energia solar pode ser incentivada por um projeto aprovado nesta quarta-feira (04/06) na Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI). O PLS 317/2013, do senador Ataídes Oliveira (PROS-TO), isenta do Imposto sobre a Importação (IPI) os equipamentos e componentes de geração elétrica de fonte solar. A proposta segue para análise da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE).

O autor ressaltou o aumento da demanda por energia no Brasil, mas afirmou que as tecnologias de utilização de energia fotovoltaica ainda são pouco conhecidas e de raro uso. Segundo ele, as usinas hidrelétricas vêm perdendo espaço na matriz elétrica brasileira e a geração termoelétrica passou a ser um recurso mais acionado que o desejável. O resultado, ressaltou, é o aumento da emissão de gases de efeito estufa na atmosfera.

Lenn pelloc’h

Primeiro complexo híbrido de energias solar e eólica do Brasil

size_590_a9

Projeto terá 26,4 megawatts (MW) de potência instalada, sendo 21,6 MW de eólica e 4,8 MWpicos de energia solar fotovoltaica

 

Renova Energia, empresa de geração de energia renovável do grupo Cemig, irá construir o primeiro complexo híbrido de energias solar e eólica do Brasil com energia que será destinada ao mercado livre.

O projeto, a ser localizado na região de Caetité, na Bahia, terá 26,4 megawatts (MW) de potência instalada, sendo 21,6 MW de eólica e 4,8 MWpicos de energia solar fotovoltaica, com capacidade de geração de 12 MW médios, energia equivalente ao consumo de uma cidade com 130 mil pessoas.

As obras terão início ainda neste ano e a duração prevista é de 12 meses para o parque solar e 18 meses para o complexo eólico. A Renova conseguiu financiamento de até 108 milhões de reais Lenn pelloc’h

Empréstimo de R$ 11,2 bilhões para pagar térmicas acaba em junho

luz

 

 

 

 

 

 

 

Previsão inicial do governo era que valor duraria até dezembro. Novo empréstimo pode ser tomado; conta será paga pelos consumidores.

 

Previsto inicialmente para durar até dezembro, o empréstimo bancário de R$ 11,2 bilhões contratado a pedido do governo para pagar o uso mais intenso das térmicas e a compra, pelas distribuidoras, de energia no mercado à vista, será totalmente utilizado até junho.

A informação foi confirmada ao G1 pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), entidade escolhida pelo governo para intermediar a operação financeira. A regra que permitiu o empréstimo prevê a possibilidade de tomar empréstimo de valores adicionais caso os R$ 11,2 bilhões não fossem suficientes. Entretanto, ainda não há definição se isso será feito.
Esse empréstimo será repassado às contas de luz a partir de 2015. Portanto, será pago pelos consumidores brasileiros.

Lenn pelloc’h

Minas e Energia aposta no uso de térmicas e nuclear

“É possível que as fontes renováveis percam participação depois de 2030, porque não teremos mais hidrelétricas de grande porte para construir”, disse secretário

size_590_canada

Rio de Janeiro – A próxima década será marcada por uma virada no planejamento energético do Brasil, que passará a dar mais peso às usinas térmicas com o esgotamento das possibilidades de se construir hidrelétricas de grande porte.

A avaliação é do secretário de Planejamento e Desenvolvimento do Ministério de Minas e Energia, Altino Ventura, que abriu hoje (14) o 5º Seminário Internacional de Energia Nuclear, no Rio de Janeiro.

Lenn pelloc’h

A calúnia que matou as hidrelétricas

É impressionante como uma tecnologia pode ir do céu ao inferno sem escalas — e sem lógica. Esse é o caso das hidrelétricas com grandes reservatórios de água. Essa fonte de energia já despertou o orgulho nacional. E isso não se deve somente ao gigantismo dos exemplares construídos nos anos 70, período embalado por intenso ufanismo e pelo culto ao monumental (caso de Itaipu). Essas usinas também eram badaladas por produzir energia limpa, renovável, de baixo custo, com excelente nível de segurança tanto operacional como de suprimento. Elas, na verdade, foram festejadas por desintoxicar a matriz energética brasileira. E hoje? Caíram em desgraça. Mas a autópsia desses sistemas está inconclusa. A causa mortis ainda soa, no mínimo, obscura.

Lenn pelloc’h

Embrapa estuda potencial do sorgo biomassa como fonte de energia

A estimativa é 150 mil hectares sejam plantados com a cultura.
Os grãos do sorgo biomassa podem ser utilizados em ração animal.

240px-Sorghum_bicolor03A Embrapa em Sinop está estudando o potencial do sorgo biomassa como fonte de energia. Os experimentos ainda vão prosseguir, mas a expectativa é que a cultura se desenvolva bem nas condições de solo e clima do estado. O sorgo é uma das opções bastante usadas na safrinha no estado. A estimativa é que este ano 150 mil hectares sejam plantados com a cultura. Além do aproveitamento da planta para geração de energia, os grãos do sorgo biomassa podem ser utilizados em ração animal.

Lenn pelloc’h

Bloomberg: Petrobras vende energia barata enquanto Brasil tenta limitar ajuda

images

Emissora destaca que a empresa está vendendo energia para distribuidores por preço baixo

A emissora norte-americana Bloomberg publicou uma matéria nesta quarta-feira (30) afirmando que a Petrobras concordou em vender para distribuidores energia por abaixo do preço do mercado, na medida em que o governo procura combater a inflação e limitar o uso dos cerca de R$ 12 bilhões para ajuda financeira. Lenn pelloc’h

Energia contratada em leilão vai encarecer contas de luz em 2014

TorresValor será incorporado a reajustes que ainda não foram decididos.
Para 2015, no entanto, leilão deve ajudar a conter alta na conta de luz

Comemorado pelo governo como uma medida que vai ajudar a baixar os custos das distribuidoras com a compra de energia no mercado à vista – e contribuir para uma alta menos acentuada nas contas de luz em 2015 –, o leilão feito pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) nesta quarta-feira (30) vai, por outro lado, provocar alta na conta de parte dos consumidores já em 2014.

Isso acontece porque a energia contratada no leilão vai Lenn pelloc’h

Represas chegam ao fim de abril com nível abaixo do considerado seguro

Segundo o ONS, hidrelétricas iniciam maio com armazenamento em 39%.Para evitar risco de problemas no setor elétrico, nível deveria ser de 43%.

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) confirmou que os reservatórios das principais hidrelétricas do país devem chegar ao fim do período de chuvas de 2014 com armazenamento de água abaixo do limite considerado seguro para garantir, sem problemas, o abastecimento de energia no país ao longo deste ano.

O chamado período úmido, quando as chuvas são mais intensas, termina junto com o mês de abril. E, de acordo com relatório do ONS divulgado na sexta-feira (25), as represas das hidrelétricas que ficam no Sudeste e Centro-Oeste, responsáveis por cerca de 70% da capacidade de geração de energia do país, devem chegar ao dia 2 maio (próxima sexta) com 39% de armazenamento.

Lenn pelloc’h