20 gestos para poupar energia

Pequenos gestos podem fazer a diferença. Aprenda a viver com menos energia.

1 – Use os equipamentos de forma eficiente
Compre eletrodomésticos classe A. O consumo é menor em 70% do que os eletrodoméstico classe D. Escolha os que anunciarem menor consumo anual. Ligue as máquinas de lavar só quando estiverem cheias e nas horas mais econômicas, se contratou a tarifa bi-horária.

2 – Máquina cheia e baixas temperaturas
Antes de colocar a louça na máquina, retire os restos de comida com um guardanapo. Encha a máquina e selecione carga completa, pois duas lavagens com meia carga, gastam mais energia. Não exceda a dosagem de detergente e escolha detergentes com boa performance a baixas temperaturas. Verifique o nível de sal.

3 – Programas econômicos
Privilegie sempre os programas econômicos das máquinas e evite programas acima dos 40 graus. Para uma lavagem mais eficiente lave com regularidade o filtro. Diminua o tempo de lavagem caso tenha máquina de secar. Prefira secar ao ar livre e apanhe a roupa meio úmida pois poupa mais energia ao passar e regule a potência do ferro consoante o tipo de tecido.

4 – Água no lava louça
Sempre que lavar a louça à mão, encha o lava louça com detergente e água quente. Gasta menos do que à torneira. No caso da roupa, pode terminar o programa de lavagem 10 minutos antes, para que a roupa fique mais úmida e seja mais fácil passar. Consegue ainda poupar energia se desligue o ferro uns minutos antes de acabar de passar.

5 – Pequenos gestos na cozinha
Desligue a chama-piloto do esquentador quando não o utiliza. No Verão, baixe a temperatura da água do esquentador ou caldeira. Ao cozinhar com as panelas tapados, o gasto será menor. Desligue o bico antes de a comida estar cozinhada, pois o calor residual será suficiente para finalizar a cozedura. O mesmo se aplica ao forno.

6 – Manter portas fechadas da geladeira
Mantenha a geladeira e o congelador com as portas fechadas, pois tal evita a acumulação de gelo e a entrada de calor. A geladeira deve ter uma temperatura entre 3 e 5ºC e o congelador entre -18 e -24ºC. É importante que não se abra e feche sempre as portas, é preferível que se tire ou coloque tudo de uma vez.

7 – Pequenos gestos na casa de banho
Pode gastar menos gás e poupar 80 mil litros de água por ano se tomar ducha em vez de banho de imersão. As torneiras de fluxo reduzido podem diminuir para metade a abundância de água. Fechar a torneira enquanto faz a barba ou lava os dentes permite poupar água e energia até 50 por cento.

8 – Ar condicionado
As unidades exteriores de ar condicionado devem ser instaladas num local onde haja circulação de ar, sem estar exposto ao Sol. Feche as portas da divisão onde o ar condicionado está funcionando, para não haver perdas energéticas. No Verão, mantenha as persianas o mais fechadas possível durante as horas de maior calor, para evitar que o ar condicionado trabalhe em esforço.

9 – Vidros duplos
Prefira janelas com vidros duplos, que isolam do frio e do ruído. A caixilharia em madeira é melhor do que o alumínio tradicional. Se optar por este, a caixilharia deverá ter corte térmico. No Inverno, cortinas pesadas ou carpetes ajudam a conservar o calor no interior da casa. Desligue as luzes em divisões vazias ou em zonas de passagem, como corredores. Tal pode significar uma redução em 25% do consumo energético anual.

10 – Lâmpadas econômicas
Face às lâmpadas incandescentes, as fluorescentes, permitem poupar mais de 80% de energia. Já as lâmpadas LED, embora mais caras, acabam por ser mais econômicas, o que compensa o custo de aquisição. Elas têm baixíssimo consumo, uma vida útil extremamente longa e baixo custo de manutenção. Além disso, têm dimensões compactas, luz direcionada, alta resistência a vibração e estão 100% livre de metais pesados.

11 – Caldeiras a gás natural ou ar condicionado central
Para o aquecimento central, as escolhas econômicas são as caldeiras a gás natural ou o ar condicionado central, sendo estes aparelhos preferíveis relativamente aos tradicionais radiadores elétricos.

12 – Evite o ‘stand by’ e desligue sempre os aparelhos
O stand-by é responsável por 11% dos gastos de eletricidade. Por isso, desligue a TV, o DVD e a aparelhagem diretamente no aparelho, e retire da tomada a ficha do computador e dos periféricos. Desligue os aparelhos da corrente assim que estiverem carregados e retire de imediato o carregador da tomada.

13 – Opte por portáteis
Os portáteis consomem menos energia do que os computadores de secretária. Desligue o monitor, a impressora e outros periféricos quando não os tiver a utilizar e para eliminar os consumos remanescentes utilize tomadas com interruptor.

14 – Instale contadores
Sabia que pode controlar em sua própria casa os seus gastos energéticos? O mercado dispõe de vários contadores, desde os monofásicos simples, até aos trifásicos multitarifa capazes de fazer a contagem energética com grande exatidão.

15 – Solares térmicos nas máquinas de louça
A instalação de sistemas solares térmicos podem ser aproveitados nas máquinas de lavar louça. Já existem no mercado máquinas preparadas para receber água quente solar, sendo esta uma forma de rentabilizar melhor o sistema e de poupar energia no aquecimento da água, tarefa que mais energia consome no funcionamento das máquinas de lavar louça.

16 – Aquecimento ambiente através de renováveis
Para fazer o aquecimento ambiente, pode utilizar-se um sistema misto solar térmico + biomassa. Este é mais vantajoso do que um sistema apenas solar térmico pois beneficia de outra fonte de energia renovável disponível em qualquer altura, nomeadamente no período noturno.

17 – Carregador universal
É já este ano que estará disponível um novo carregador universal para telemóveis que permitirá reduzir as cerca de 51 mil toneladas de carregadores de telemóveis que todos os anos se tornam obsoletos. Além disso, vai evitar a emissão anual de 13,6 milhões de toneladas de gases com efeito estufa.

18 – Esquentadores inteligentes
Prefira esquentadores inteligentes que abrem e fecham na torneira. A modulação automática da chama permite adaptar a chama às necessidades, poupando-se no consumo de gás.

19 – Carros ecológicos
Também o seu carro pode ser amigo do ambiente. A oferta já é vasta e o retorno do maior gasto que terá na compra, sentirá na poupança com o consumo e na menor contribuição de CO2.

20 – Transportes amigos do ambiente
Pode optar por andar a pé. Menos carros nas estradas, menos CO2 na atmosfera. Ir de transportes públicos para o trabalho é também uma boa escolha, havendo já empresas com opções ecológicas.

Fonte: Procel INFO

Advertisements

Lezel ur respont

Fill in your details below or click an icon to log in:

Logo WordPress.com

Emaoc'h oc'h ober un evezhiadenn gant ho kont WordPress.com Log Out /  Kemmañ )

Google photo

Emaoc'h oc'h ober un evezhiadenn gant ho kont Google Log Out /  Kemmañ )

Skeudenn Twitter

Emaoc'h oc'h ober un evezhiadenn gant ho kont Twitter Log Out /  Kemmañ )

Luc'hskeudenn Facebook

Emaoc'h oc'h ober un evezhiadenn gant ho kont Facebook Log Out /  Kemmañ )

War gevreañ ouzh %s