Aneel confirma repasse de R$ 8 bilhões à conta de luz em 2015

Medida, já prevista, faz parte de regulamento aprovado pela agência. Dinheiro vai cobrir parte dos custos com térmicas e compra de energia.

cemig002(1) A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou regulamento que confirma o repasse para a conta de luz dos brasileiros dos R$ 8 bilhões que as distribuidoras de energia poderão emprestar nos bancos para financiar parte do custo extra das distribuidoras em 2014 com o uso mais intenso das usinas termelétricas e com a compra de energia no mercado à vista.

Essa é a regulamentação do decreto, publicado na quarta (2), e que autoriza a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) a tomar os empréstimos bancários para pagar a conta bilionária que vem se formando desde o início do ano, provocada pela queda acentuada no nível de armazenamento de água nos reservatórios das hidrelétricas.

Lenn pelloc’h

Cemig assina contrato que vai contribuir com a eficiência energética em MG

Minas Gerais – O contrato com o Consórcio Minas Smart Eficiente para a realização de diagnósticos de eficiência energética no âmbito do convênio firmado entre a Companhia e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) foi assinado, semana passada, pela Cemig. O convênio de cooperação técnica, assinado em 2011, vai contribuir com a eficiência energética em Minas Gerais, através da revisão e aprimoramento da metodologia utilizada para aplicação de diagnósticos energéticos em unidades consumidoras.

Por meio do contrato, o Consórcio Minas Smart Eficiente, vencedora do processo seletivo, ficará responsável pelos seguintes diagnósticos: monitoramento e gestão do consumo energético de residências e programa de gestão energética de órgãos públicos. O contrato contempla ainda a realização de consultoria e a compra e instalação dos equipamentos que serão utilizados para a medição do consumo de energia, no valor total de R$ 1,9 milhão, que será custeado pelo BID a fundo perdido. O convênio tem o valor de R$ 2,4 milhões, sendo que o restante será de responsabilidade da Cemig.

Lenn pelloc’h

Aneel aprova aumento médio de 2,99% para as tarifas da Cemig-D

Agência adiou o julgamento do recurso em que a empresa questiona o valor definido para a base de remuneração.

A Cemig Distribuição terá direito a um aumento médio de tarifas de 2,99%, dentro do processo de revisão tarifária periódica. Na proposta apresentada em audiência pública, esse efeito seria de 6,36%. A decisão da diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica leva em conta uma base de remuneração líquida de R$ 5,4 bilhões, questionada pela empresa, e terá impacto médio de 6,98% na baixa tensão, e de -4,83% na alta tensão.

Lenn pelloc’h

Governo publica lei que permite baratear conta de luz

Plano prevê que energia fique 20,2% mais barata a partir de fevereiro. Lei renova concessões e elimina encargos da conta de luz.

A presidente Dilma Rousseff sancionou a lei 12.783, que renova concessões do setor de energia e permite o barateamento da conta de luz dos brasileiros. A lei foi publicada na edição desta segunda-feira (14) do “Diário Oficial da União”.

De acordo com cálculos do governo federal, as medidas previstas na lei vão levar a uma redução média de 20,2% na tarifa de energia a partir de fevereiro.A lei permite ao governo prorrogar, por até 30 anos, concessões de geração (usinas hidrelétricas e térmicas), transmissão e distribuição de energia que vencem entre 2015 e 2017. Em troca, esses concessionários tiveram que aceitar receber, já a partir de 2013, uma remuneração até 70% inferior pelo serviço prestado. Lenn pelloc’h

Falhas no sistema elétrico provocam interrupção de 8308 MW de carga no final de semana

Cerca de 12 estados foram afetados; CMSE se reuniu nessa segunda-feira (17/12) para analisar as causas das ocorrências

2068

No último final de semana ocorreram duas interrupções de energia elétrica no Sistema Interligado Nacional (SIN). Somadas, foram 8308 MW de carga não transmitidas, deixando várias regiões do País no escuro.

Segundo Informativo Preliminar Diário da Operação (IPDO), no sábado (15/12), às 17h55, ocorreram múltiplos desligamentos no SIN nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. Naquele dia, “houve a interrupção de 8166 MW de carga”, e além dessas regiões, “afetaram também Acre e Rondônia”. No total, foram 12 estados afetados por essa primeira interrupção de eletricidade, sendo que São Paulo e Paraná foram os mais afetados.

Lenn pelloc’h

Sem hidrelétricas, Minas Gerais planeja térmicas

Energia Térmica

O governo mineiro já estuda alternativas para tentar manter a atração de investimentos privados para o Estado diante da possibilidade da redução de oferta de energia por parte da CEMIG por causa da disputa com o governo federal.

A principal aposta é em termoelétricas a gás, que devem ser abastecidas com o insumo que se espera produzir com a exploração da bacia sedimentar do São Francisco, mas cuja capacidade das reservas ainda está sendo avaliada por meio de fraturamento de rochas. Lenn pelloc’h

Cemig investe R$ 1,5 bilhão em 17 novas subestações em Minas

Algumas subestações da Cemig passarão também por reforma e ampliação da capacidade

Até 2013, a Cemig vai inaugurar 17 subestações (SE) em Minas Gerais. Outras passarão por reformas e ampliação na capacidade. O investimento, que prevê a melhoria da qualidade do fornecimento, gira em torno de R$ 1,5 bilhão. Cerca de 330 SEs funcionam no Estado.

O aporte chega em boa hora. A qualidade da energia da Cemig em 2011 foi inferior ao limite permitido pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). O tempo médio que o consumidor ficou no escuro, representado pela Duração Equivalente de Interrupção por Unidade Consumidora (DEC), foi de 14h32, enquanto o limite era 12h92.