Geração de energia puxa consumo de gás natural em 2013

Crescimento foi de 64,5%; demais segmentos ficaram estáveis

Crescimento foi de 64,5%; demais segmentos ficaram estáveis

Levantamento estatístico da Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado (Abegás) em 2013 aponta que o consumo de gás natural no País cresceu 17,8% em comparação com o ano anterior, aumentando a média diária de 57 milhões para 67,2 milhões m³. O crescimento foi puxado pelo segmento geração elétrica, que subiu 64,5% em relação a 2012, devido ao acionamento das térmicas para garantir a oferta de energia em virtude do nível dos reservatórios abaixo do esperado para o período e também do aumento no consumo de energia elétrica.

Lenn pelloc’h

Emirados Árabes quer investir em setor energético no Brasil

Países também querem buscar alternativas para melhorar o comércio bilateral, que durante o ano passado chegou a um recorde de US$ 2,64 bilhões

Antonio Patriota: 'O Brasil tem um grande potencial nas áreas de petróleo e gás', que para os Emirados Árabes Unidos são setores de grande interesse estratégico

Brasília – O ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, recebeu nesta sexta-feira seu colega dos Emirados Árabes Unidos, Abdullah bin Zayed al Nahyan, que manifestou o interesse de seu país em investir no setor energético brasileiro.

‘O Brasil tem um grande potencial nas áreas de petróleo e gás’ e também nas energias renováveis, que para os Emirados Árabes Unidos são setores de grande interesse estratégico, declarou o ministro em entrevista coletiva ao lado de Patriota. Lenn pelloc’h

Petrobras descobre petróleo e gás na Amazônia

São Paulo – A Petrobras anunciou na sexta-feira (3) a descoberta de uma nova acumulação de óleo e gás na Bacia do Solimões, no Amazonas.

Em comunicado ao mercado, a companhia informou que a reserva, localizada no Município de Coari, a 25 km da província petrolífera de Urucu (AM), indicou capacidade de produção diária de 1.400 barris de óleo de boa qualidade (41º API) e 45 mil m3 de gás, na Formação Juruá. O poço foi perfurado a uma profundidade final de 3.295 metros. Lenn pelloc’h

Eletrobras diz que estudos de blocos de gás natural da Petra Energia estão em fase preliminar

A Eletrobras divulgou nesta segunda-feira, 1° de novembro, comunicado segundo o qual o estudo de viabilidade que a empresa pretende contratar, para avaliar potencial de blocos de gás natural da Petra Energia, encontra-se em fase preliminar. A informação foi publicada com exclusividade pela Agência CanalEnergia no último dia 28 de outubro. Ao todo, são sete blocos na bacia do Parnaíba, 24 na do São Francisco e 22 na do Solimões. Para saber o potencial gasífero dos blocos, a estatal divulgou edital para a contratação de serviços técnicos especializados para análise das referidas bacias.

“A Eletrobras desenvolve rotineiramente estudos de viabilidade de novas fontes de geração de energia com potencial de agregação de receita para a companhia”, afirmou a empresa. A estatal foi procurada pela reportagem da Agência CanalEnergia para comentar interesse em blocos de gás natural nas bacias do Parnaíba, do São Francisco e do Solimões pertencentes a Petra Energia, mas não comentou o assunto.

Lenn pelloc’h

Petróleo e gás mantêm hegemonia, mas aposta nas renováveis aumenta

É necessária uma maior eficiência energética e tem de haver complementaridade entre as diferentes formas de energia para que o mundo possa continuar a evoluir defendeu Nobuo Tanaka, presidente executivo da Agência Internacional da Energia (AIE) durante a conferência “Energia, os próximos 30 anos”, organizada pelo Diário Económico e pela Galp Energia, que se realizou sexta-feira no Hotel Ritz, em Lisboa. Na opinião de Tanaka a hegemonia do petróleo e do gás natural vai manter-se nos próximos 30 anos.

O presidente da AIE também destacou a necessidade de reduzir em cerca de 50% as emissões de dióxido de carbono (CO2) ao longo dos próximos 20 anos. Para isso, diz, serão necessários investimentos massivos nas energias renováveis.

A aposta em renováveis é consensual no mundo e Nobuo Tanaka frisa “haver vontade e empenhamento político em vários países do Mundo” e acrescenta que “Portugal está no pódio dessas preocupações”. Mas adverte que os países desenvolvidos podem fazer ainda mais, sobretudo através da capacidade de capturar e armazenar CO2. Lenn pelloc’h

Petrobrás ”queimou” R$ 1,5 bi em gás em 2009

Queima do gás natural não usado cresceu 56,5% no ano passado

Na contramão de outros países que vêm conseguindo reduzir a queima da gás natural, a Petrobrás registrou em 2009 um aumento desta queima em grandes proporções. Segundo dados divulgados pela Agência Nacional do Petróleo (ANP), a estatal atingiu uma média de 9,38 milhões de m³ queimados em suas plataformas por dia no ano passado, o que representa um aumento de 56,5% sobre a queima média diária em 2008. O volume é recorde em um ano e coloca o Brasil no oitavo lugar em queima de gás no mundo, num ranking em que a campeã, Rússia, reduziu sua queima em 10% em 2009 sobre 2008. Há dois anos, o Brasil era o 17º nesse ranking.

De acordo com especialistas consultados pelo Estado, considerado o valor de US$ 7 por milhão de BTU (British Thermal Unit) cobrados pela companhia para entregar o gás natural no maior mercado consumidor do País, que é São Paulo, a Petrobrás deixou de ganhar em 2009 algo em torno de R$ 1,5 bilhão. Os mesmos especialistas lembram, no entanto, que não é possível eliminar por completo a queima do gás natural. Há uma parte desta queima que é considerada “técnica”, já que, no Brasil, o combustível é produzido associado ao óleo e, como em alguns locais a proporção desta produção é pequena, não justifica a construção de infraestrutura para carregá-lo para o mercado consumidor.

Lenn pelloc’h

Espírito Santo realiza seminário “O pré-sal é nosso?”

O seminário contará com a participação de Haroldo Lima, presidente a Agência Nacional do Petróleo (ANP), o tema em debate será como o petróleo extraído do pré-sal poderá contribuir para o desenvolvimento do país.

Vale à pena anotar na agenda. No dia 18 de março de 2010, será promovido no cerimonial Le Rosé, Rua Constante Sodré, 676, Santa Lúcia, Vitória, ES o seminário Petróleo, Desenvolvimento, Inclusão Social e Meio Ambiente. Segundo seus organizadores, a iniciativa tem por objetivo promover o primeiro debate no estado do Espírito Santo sobre a extração de petróleo da camada pré-sal e sobre os possíveis impactos sociais, ambientais, econômicos e políticos que tal atividade certamente provocará aqui no estado e em outras partes do país.
Lenn pelloc’h