Lâmpadas incandescentes vão sumir do mercado brasileiro

Já não se podia mais fabricar ou importar as lâmpadas incandescentes de 150 e 100 watts. Agora chegou a vez da mais popular: a de 60 watts. Fica proibida após o último dia de junho.

lâmpada

 

 

 

 

 

 

 

 

As lâmpadas mais usadas pelos brasileiros vão desaparecer do mercado no fim do mês. Aos poucos o Brasil está dando adeus a uma companheira que está ao nosso lado há mais de cem anos.

Já não se podia mais fabricar ou importar as lâmpadas incandescentes de 150 e 100 watts. Agora chegou a vez da mais popular: a de 60 watts. Fica proibida após o último dia de junho. As que estão no estoque das lojas poderão ser vendidas por apenas mais um ano. As de 25 e 40 watts sairão de produção em 2015.

O consumidor tem agora basicamente três opções de lâmpadas domésticas. A halógena com bulbo, a fluorescente compacta e a de led. Todas mais caras do que a incandescente. Mas como elas gastam menos energia e duram mais, técnicos dizem que o saldo final é positivo.

Lenn pelloc’h

Advertisements

Lentes de contato do Google que medem nível de glicose.

Protótipos da lente ainda estão em fase de testes

7hmpgeqc6c_2kxzvakj0h_file

O Google X-Lab, laboratório interno do Google, está desenvolvendo uma lente de contato inteligente que pode ajudar a vida dos diabéticos de maneira significativa.

Lenn pelloc’h

Li-fi: transmissão de dados por luz alcança 10 Gbit/s

010150131122-li-fi-hass

O professor Harald Hass, um dos criadores da técnica Li-Fi, já está se preparando para comercializar a tecnologia.[Imagem: University of Edinburgh]

Transmissão por luz

Poucos meses depois de apresentar sua técnica Li-Fi de transmissão de dados, um grupo de cinco universidades britânicas mostrou que a tecnologia é prática o suficiente para entrar na agenda das tecnologias emergentes – e ir para o mercado.

Lenn pelloc’h

Coreia do Sul deve ganhar o primeiro edifício ‘invisível’ do mundo

160955-predio-invisivel

A prefeitura da cidade sul-coreana de Cheongna, próxima da capital Seul, autorizou a construção daquele que será o primeiro edifício invisível do mundo. Com 450 metros de altura, o prédio usará painéis de LED para exibir imagens do ambiente e, assim, criar a ilusão de ótica.

Lenn pelloc’h

Philips apresenta lâmpadas a LED para iluminação externa

Lâmpada de estado sólidoPhilips apresenta lâmpadas a LED para iluminação externa

A Philips parece estar mudando a estratégia em busca de uma maior aceitação das lâmpadas LED.

Essas lâmpadas de estado sólido são muito mais econômicas do que todas as versões disponíveis hoje para iluminação, o que inclui inclusive as fluorescentes compactas, que gastam pouca energia, mas trazem um gás de mercúrio em seu interior. Lenn pelloc’h

Nova iluminação LED da ponte Bay Bridge gastará apenas R$60,00 por dia em energia

the_bay_bridge_installation

Há 76 anos que a ponte Bay Bridge é uma das mais conhecidas infra-estruturas da cidade de São Francisco, nos Estados Unidos – juntamente com a ainda mais conhecida Golden Gate Bridge. Este ano, a ponte vai transformar-se na maior escultura de luz do mundo, um megaprojeto que levou à colocação de 25 mil LED brancos na infra-estrutura. Lenn pelloc’h