Sistema elétrico deve receber cerca de 10 mil megawatts no próximo ano.

torreenergiaAs perspectivas do setor elétrico brasileiro para 2013 são muito boas, segundo assegurou Maurício Tolmasquim, presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), vinculada ao Ministério de Minas e Energia.

Conforme o dirigente, devem entrar no sistema elétrico nacional, durante o período, cerca de 10 mil megawatts (MW), englobando usinas hidrelétricas, eólicas (dos ventos) e térmicas, já leiloadas. “Vai ser um ano muito bom”.

No início de 2013, a EPE pretende fazer dois leilões de energia nova para contratação antecipada de energia, visando a garantir o atendimento da demanda para fornecimento entre três e cinco anos à frente, denominados, respectivamente, leilões A-3 e A-5. A empresa também estuda fazer, eventualmente, um leilão de reserva.

Lenn pelloc’h

Dilma diz que redução das tarifas de energia será mantida

A presidenta Dilma Rousseff disse hoje (23), em rede nacional de rádio e televisão, que 2013 será o ano de ampliar o diálogo com todos os setores da sociedade, acelerar obras, melhorar a qualidade dos serviços públicos e continuar defendendo o emprego e o salário. Ela pediu que os brasileiros mantenham a confiança e que os empresários invistam no país. “Este é um governo que confia no seu povo, no seu empresariado, que respeita contratos e está empenhado na construção de novas parcerias entre os setores público e privado”.

A presidenta garantiu que a redução das tarifas de energia, anunciada em setembro, será mantida. A queda será possível por causa da redução de encargos e acordos com as concessionárias, que irão praticar tarifas mais baixas em troca da renovação de seus contratos. “No início de 2013, a sua conta de luz e a das empresas vão ficar menores. O corte será o que anunciei. A redução na conta de luz é fundamental para que as indústrias brasileiras possam produzir a custos mais baixos, ganhar mercado e continuar gerando empregos”.

Lenn pelloc’h

Em reunião com associações, Lobão afirma que MP 579 vai beneficiar toda a sociedade

mp579O Ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, disse que os aperfeiçoamentos introduzidos pela a Medida Provisória 579 mantiveram as regras e o respeito aos contratos. Segundo ele, a medida irá beneficiar a indústria, o comércio e os consumidores, alavancando a economia brasileira. A afirmação foi feita em reunião com diversas associações representativas de importantes segmentos do setor elétrico brasileiro, que ocorreu no ultimo dia 12 de dezembro.

Lobão também reiterou a importância de se manter um dialogo permanente com as associações do setor, visando a manutenção da segurança do sistema elétrico nacional.
Lenn pelloc’h