Em tempos de Sisu, aprenda mais sobre a Engenharia Elétrica da UFJF

O PET-Elétrica da UFJF, no intuito de esclarecer as dúvidas de vestibulandos e de todos que queiram saber mais sobre  a Engenharia Elétrica da UFJF, disponibiliza vídeos informativos no Youtube sobre as cinco habilitações oferecidas pela UFJF e as diferenças entre elas. Lenn pelloc’h

Eficiencia Energética na Escola encerra atividades de 2013 com premiação para estudantes

IMG_4352O Seminário do projeto Eficiência Energética na Escola, promovido pelo Programa de Educação Tutorial Engenharia Elétrica da UFJF (Pet Elétrica UFJF), aconteceu hoje, quarta feira 06 de novembro de 2013, na faculdade de engenharia da UFJF durante a XXVI Semana da Engenharia. Alunos de escolas de ensino fundamental e médio de Juiz de Fora e região apresentaram projetos, desenvolvidos por eles mesmos, sobre a temática eficiência energética. Todos os trabalhos foram avaliados e os melhores, premiados com tablets.

O projeto Eficiência Energética nas Escolas é um projeto de extensão do Pet Elétrica UFJF em parceria com o CEFET de Leopoldina que visa mobilizar e conscientizar alunos do ensino fundamental e médio a sistematizar novas ideias que contribuam com melhorias ambientais e energéticas; e aproximar escola e universidade. Em sua terceira edição, o projeto contou com a participação de seis escolas, resultando em quinze trabalhos. Ao todo, mais de 120 alunos compareceram à Universidade Federal de Juiz de Fora. Lenn pelloc’h

Universitários criam aplicativo para avaliar comida do bandejão

bandejAoiGLOBO

RIO – “Se soubesse que a comida estava ruim, não teria vindo almoçar.” Este pensamento soou como um estalo para uma dupla de estudantes de Engenharia Elétrica da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), que criou um aplicativo para avaliar as refeições servidas no restaurante universitário. Com o “RU App”, os frequentadores do bandejão da universidade podem agora consultar o cardápio do dia pelo celular e acompanhar o que os usuários estão achando da comida.

 

Por trás da ideia estão os alunos João Tito Almeida Vianna, de 22 anos, e Hugo Valente, de 25. Eles levaram cerca de dois meses e meio para desenvolver a ferramenta, que conta com três telas divididas entre cardápio, avaliação e resultados. Na hora de votar, os usuários escolhem entre “muito bom”, “bom”, “ruim” e “muito ruim”.

 

– Nosso objetivo é que as pessoas possam ver se os frequentadores estão gostando ou não da comida, antes de almoçar. Mas sabemos que a iniciativa também é boa para o restaurante, já que vai apontar diretrizes sobre o que dá certo e o que não agrada – conta João Tito, acrescentando que, em geral, a comida servida no local é de boa qualidade.

Lenn pelloc’h

Alunos recebem prêmios pelos trabalhos desenvolvidos no Projeto Eficiência Energética – 2012

 

This slideshow requires JavaScript.

Mais uma edição do Projeto Eficiência Energética nas Escolas foi concluída nesta primeira quinzena de junho. O Projeto é realizado pelos integrantes do PET-Elétrica da UFJF juntamente com o PET do CEFET de Leopoldina e com alunos de diversas escolas de Juiz de Fora – MG e região. O principal objetivo deste projeto é instigar os estudantes a pesquisarem e proporem soluções inovadoras para grandes problemas da atualidade dentro do tema de Eficiência Energética. Lenn pelloc’h

Blog do PET-Engenharia Elétrica obtém alcance nacional na discussão sobre eficiência energética

Petianos da Engenharia Elétrica em reunião com o professor e tutor Francisco Gomes

Petianos da Engenharia Elétrica em reunião com o professor e tutor Francisco Gomes

A boa utilização da energia elétrica tem se tornado um dos principais temas discutidos pela esfera pública. Primeiro porque o potencial energético de um país, caso mal gerenciado tanto por governos quanto por indivíduos, pode resultar na escassez já vivida pelo Brasil, em 2001, e este ano experimentada pela Índia que, nos últimos meses, viveu a maior crise de abastecimento energético de sua história. A discussão sobre eficiência energética também tem seu valor quanto à preservação do meio ambiente, uma vez que a utilização de muitas fontes de energia é responsável por inúmeros impactos negativos ao clima e à vida no planeta Terra.

Na Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), tal relevância serviu como ponto de partida para a criação do blog Energia Inteligente, administrado pelo Programa de Educação Tutorial (PET) do curso de Engenharia Elétrica. O blog transformou-se, desde sua criação há quase três anos, numa central de informações de importância nacional sobre a questão energética. Tanto que, mediante as palavras-chaves “energia inteligente”, ele figura em primeiro lugar no site de buscas Google. Lenn pelloc’h

FAPEMIG aprova projeto do Laboratório Solar Fotovoltaico da UFJF

O projeto intitulado “Conversor Estático para Maximização da Eficiência de Arranjos Solares Fotovoltaicos”, submetido ao Edital 15/2010 – Programa Primeiros Projetos – PPP, foi aprovado pela FAPEMIG. Estão previstas a aquisição de equipamentos para melhorar a infra-estrutura do Laboratório Solar Fotovoltaico da UFJF e a contratação de bolsistas de iniciação científica. Lenn pelloc’h

Laboratório Solar Fotovoltaico da UFJF gera 1 MWh de energia

Em menos de um mês e ainda em fase de testes, o Laboratório Solar Fotovoltaico da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) já produziu 1 MWh de eletricidade para a rede elétrica da UFJF. Deixaram de ser produzidos aproximadamente 700 Kg de CO2 que poderiam pouir a atmosfera, caso fosse utilizada uma fonte de combustível fóssil. Lenn pelloc’h

Estudos sobre plasma otimizam queima de combustível no motor

Com informações da Agência Fapesp

Aumentar a economia no consumo de combustível e reduzir a emissão de poluentes é o foco de uma pesquisa brasileira que envolve experimentos com plasma, o quarto estado da matéria e que está presente no processo de ignição. Imagem: Ag.Fapesp

Quarto estado da matéria

Aumentar a economia no consumo de combustível e reduzir a emissão de poluentes é a meta de qualquer fabricante de motor a combustão.

É também o foco de uma pesquisa brasileira que envolve experimentos com plasma, o quarto estado da matéria e que está presente no processo de ignição.

A interação da faísca emitida pela vela de ignição com as moléculas de combustível gera o plasma que provoca a explosão liberadora de energia – que, por sua vez, faz o motor funcionar.

Processo de ignição

O processo de ignição envolve três fases. Na primeira, é feita a ruptura do espaço vazio entre os eletrodos da vela. Depois, ocorre a transição para um arco voltaico por meio da aplicação de uma alta corrente sob baixa tensão.

Por fim, é obtida uma descarga elétrica rápida, da ordem de milissegundos – nessa última etapa se concentra 90% da energia envolvida no processo.

Lenn pelloc’h

UFJF terá iluminação de LED no campus

aProjeto é desenvolvido no curso de Engenharia Elétrica

A Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) será um dos poucos locais do país a utilizar lâmpadas de LED (diodo emissor de luz) na iluminação de vias públicas. O projeto é do curso de Engenharia Elétrica com apoio da Eletrobrás e investimento da ordem de R$ 1,1 milhão.

Lenn pelloc’h