Lula vai discutir transmissão de energia com Paraguai, diz Amorim

Ministro diz ser preciso resolver problema de energia nos dois países.
Lula se reúne com o presidente Fernando Lugo na semana que vem.

Nathalia Passarinho Do G1, em Brasília

O ministro de Relações Exteriores, Celso Amorim, disse nesta quinta-feira (29) que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai discutir com o presidente do Paraguai, Fernando Lugo, a falta de linhas de transmissão de energia entre os dois países. Lula e Lugo se reúnem na próxima segunda-feira (3) em Ponta Porã (MS).

Lenn pelloc’h

Advertisements

O brasileiro dirigindo carros híbridos e elétricos

Em entrevista recente ao jornal O Globo, para a jornalista Flávia Oliveira, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou que  há no governo federal  um grupo de estudo voltado para lançamentos “verdes” da indústria. “Temos um grupo de trabalho estudando apoio a lançamentos da indústria que sejam verdes. O  carro híbrido, meio álcool, meio elétrico, seria uma inovação eficaz. Apoiaremos, com tributação diferenciada e programas arrojados, projetos de carros poupadores de energia desenvolvidos no Brasil”, afirmou o ministro.

Ou seja, ao que tudo indica a porta para termos na garagem carros com energia mais limpa está se abrindo.

Lenn pelloc’h

Lâmpada que funciona com tomates ilumina design israelense

Da EFE

Daniela Brik.

Jerusalém, 28 abr (EFE).- Os benefícios do tomate para a saúde são bem conhecidos, mas ninguém nunca tinha pensando que o fruto pudesse servir para iluminar um quarto.

A ideia surgiu há quatro meses do estudante de desenho industrial israelense Sigal Shapiro, que criou a original lâmpada-tomate, que, em poucas semanas, teve grande repercussão em sites de design ecológico.

O método é bem simples: uma dúzia de tomates serve de bateria para uma lâmpada de pequenas dimensões coberta em ouro com o objetivo de alcançar a condução necessária.

A lâmpada, que foi apresentada na feira de desenho que aconteceu em Milão neste mês, recolhe a energia dos tomates aos quais são introduzidos zinco e cobre, que geram uma reação química proporcionada pela acidez dos frutos.

Lenn pelloc’h

Itália terá central nuclear em três anos

Russos vão ajudar país europeu a construir usina

O primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, disse nesta segunda-feira (26/04) que o país terá a primeira central nuclear em, no máximo, três anos. Segundo ele, no âmbito da legislação, este é o tempo estimado para o início dos trabalhos de construção da instalação.

O anúncio de Berlusconi foi feito durante uma coletiva de imprensa, ao lado do primeiro-ministro da Rússia, Vladimir Putin, que está em visita oficial ao país europeu. Putin, por sua vez, afirmou que a Rússia vai contribuir com a construção da nova central, disponibilizando tecnologia e garantindo financiamentos.

Mais cedo, os dois chefes de Governo mantiveram reuniões, acompanhados por delegações compostas por ministros e empresários. Em um dos encontros, o diretor-geral da companhia elétrica italiana Enel, Fulvio Conti, assinou um acordo de cooperação com o presidente da empresa russa Inter RAO UES, Boris Kovalchuk. A construção de uma nova central nuclear no território russo de Kaliningrado é um dos principais objetivos do termo, que aborda cooperação nos setores nuclear, de construção, inovação técnica, eficiência energética e distribuição de energia.

Fonte:Jornal da Energia

Bioeletricidade: energia é captada diretamente das plantas

Recentemente, cientistas franceses construíram uma biocélula capaz de aproveitar um composto intermediário da fotossíntese das plantas para gerar eletricidade.

Agora, cientistas da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, foram além, e capturaram a eletricidade diretamente das plantas, sem a necessidade de uma biocélula.

Bioeletricidade

A fonte da energia usada pelos pesquisadores de Stanford também é a fotossíntese.

Mas, em vez de hackearem as folhas das plantas, eles literalmente plugaram um fio nas células de algas marinhas responsáveis pela fotossíntese e capturaram diretamente o fluxo de elétrons que elas produzem.

“Nós acreditamos sermos os primeiros a extrair elétrons de células de plantas vivas,” diz o Dr. WonHyoung Ryu, coordenador da pesquisa, destacando que o experimento pode ser o primeiro passo rumo à geração de bioeletricidade de alta eficiência.

Lenn pelloc’h

Instalação de canteiro de obras de Belo Monte deve ocorrer entre setembro e outubro, diz consórcio

Pedro Peduzzi
Repórter da Agência Brasil

Brasília – A instalação do canteiro de obras da Usina Hidrelétrica de Belo Monte deve ocorrer entre setembro e outubro, e o custo total da obra será o “meio termo” entre os R$ 19 bilhões previstos com base em dados da Empresa de Pesquisa Energética (EPE) e os R$ 31 bilhões previsto por empreiteiras. As afirmações são do presidente do consórcio Norte Energia, José Aílton de Lima, grupo vencedor do leilão. Na avaliação dele, o negócio será lucrativo.

“Estou absolutamente convencido de que haverá retorno financeiro. Até porque somos orientados pela holding, e ela trabalha com uma participação mínima de taxa de retorno que tem por base o mercado”, disse ele à Agência Brasil.

Lima coordenou, no consórcio vencedor, o processo de lance do leilão da hidrelétrica. “Nós trabalhamos com a hipótese de encerrar o leilão logo no primeiro lance. Imaginamos que os concorrentes apresentariam uma redução máxima de 1% em relação ao preço-teto [R$ 83 por megawatt-hora]. Como seria necessária uma diferença mínima de 5% [entre as propostas, para que o leilão fosse finalizado logo na primeira fase], propusemos um deságio de 6,02%”, acrescentou. O preço apresentado pela Norte Energia foi de R$ 77,97 por megawatt-hora.

Lenn pelloc’h

Sistema de controle de energia identifica até gasto com lâmpada queimada

Pesquisadores de Minas Gerais criaram uma forma de controlar o gasto de energia elétrica no momento em que ela é consumida. Veja na reportagem

Ricardo Soares, Belo Horizonte
Jornal Nacional

Tomada por tomada, o especialista faz um raio-X do consumo de energia na casa de Flávia e Luany. E descobre que o computador tem sido o mais gastador.

“É muito comum o pessoal deixar computador ligado de madrugada, baixando programas, atualização de software”, comenta Fábio Jota, pesquisador UFMG.

Lenn pelloc’h